Meu jovem, para começar os incontáveis fatos e boatos que rondaram este lugar, contarei uma história sobre pais e filhos.

Aquele sentado na mesa próxima a entrada… Sim, sim! O homem com a bata de enfermagem… Chamava-se Otávio. Dr Otávio, para os pacientes deste bem conceituado cirurgião. Aparecia todas as segundas e terças, logo após o sol se pôr… Trazendo consigo uma menina com um rosto de traços fortes e sobracelhas grossas.

Sua filha Lucy! Uma garota tão amável quanto um neonazista de TPM. Ela me chamava atenção, mais do que o próprio doutor! Aliás, ela chamava a atenção de todos assim que entrava. Escandalosa, dificilmente sentava-se a mesa junto ao pai, pois fazia questão de bater pé e fazer birra para todo mundo ver, a guria gostava de um público…

Otávio, por culpa da doce criança, sempre se mostrava alterado, com a pressão estourando, e uma tonalidade vermelha cercava seu rosto junto a veias gradativamente salientes. Perdi as contas das vezes que ele veio atrás de mim pra conversar.

“Lino, o que eu faço com a minha pequena Lucy?”

Tinha dias que eu repondia dizendo: “Você precisa encurtar as rédeas desta garota, amigo… não deixe ela te montar…”. Enquanto em outros eu apenas dizia “(HIC!) Vem i vamu tumá um rum prá relaxá! (HIC!)”. É, eu fazia juiz ao apelido que me deram. Tinha dias que eu olhava para Lucy e via Sucubus de vestidinho…

Cooontinuando, ver a situação do pai que não controlava a filha incomodava muitos clientes do bar, já que os escândalos eram certeza pelo menos duas vezes na semana. Uma vez o anjinho levou um autofalante. Veio se arrastando angelicalmente, com passos saltitantes de uma dança folk veio se aproximando do balcão, onde Saul estava limpando alguns copos. Subiu em um banco, virou o autofalante para centímetros de distância do ouvido de meu velho amigo. E gritou bem alto: “QUERO UM PIRULITO PARA MIM, E UMA CERVEJA PRO MEU PAAAAI!”

HAHAHAHAHA… Ai, ai… Cê quase morre do coração hein, Saul?

“…”

Eu acho que foi a partir daí que ele começou a ficar com a audição deficiente. O estresse era notável só de olhar para o pobre doutor. Nas terças – feiras, se você olhasse bem, iria vê-lo derramado em cima da mesa, passando mal e soando frio de tanto prevenir, em vão, a criança levada.

Mas em uma terça em especial, à tarde, horário em que sempre ajudava Saul a arrumar as cadeiras e organizar o bar, fui pego de surpresa com uma visita do Dr. Otávio. Ele vinha com uma aparência horrível, me assustou. Veio dizer-me que passara o fim de semana todo bolando algo para doutrinar melhor sua filha… Para evitar aqueles tradicionais berros e reclamações. E me fez uma promessa: Disse que na próxima segunda-feira apareceria com Lucy no bar novamente e que tudo seria diferente.

Saiu do bar e não aparecera em nenhum dia daquela semana. Alguns frequentadores do Tunatumba, que eram clientes do cirurgião, diziam que ele estava estranho durante a semana. Mostrava-se dono de uma empolgação e de uma alegria nunca vistos antes na vida deste homem! Eis que chega a segunda da promessa, e lá vem Dr. Otávio com Lucyfe… Quer dizer, Lucy. Ele estava alegre, falava com todos, pagou uma rodada para os companheiros que ali estavam. Trazia uma serenidade invejável no rosto. E Lucy? Oh, a Lucy melhorou muito!

Lucy não estava mais berrando e reclamando de tudo e de todos como antes. Apenas gesticulava. Desesperadamente. Mas eu não conseguia entender uma palavra que era dita pela garota. Também pudera, ela estava muda! Possuía apenas uma fina cicatriz que enfeitava o fino pescoço… Dr. Otávio provava ser um ótimo cirurgião… E com certeza… Um pai conhecedor de uma psicologia infantil impecável.

Bem… Por hoje basta, filho… Deixe-me curtir um pouco a noite e este ambiente “high skull”… HEUAHAUEAHEUAH… sacou?? High – SKULL… MWUEHAUHAEAHA…

Tá… Não teve graça…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: